terça-feira, 12 de setembro de 2017

{ café o cruzeiro: parada obrigatória!

Olá, amores! Em agosto eu viajei para Rio Pardo, cidade quase no centro do Rio Grande do Sul e que tem grande importância na minha história. A viagem foi por motivos de: formatura da bff e bióloga mais linda da parada toda! Um fim de semana de amor, amizade, risos e gordice pode e deve aparecer aqui no blog, por isso vou falar um pouquinho sobre um dos lugares que fomos conhecer por lá: O Cruzeiro Café e Gastropub! O café abriu em abril - rs, português, seu fofo - de 2O16, mas apesar do quase um ano e meio de gordice, nem eu e nem os migos conhecíamos. Agora pensa num rolê bom, afinal, a gente faz o que há de melhor para se fazer num fim de semana frio: comer!




A primeira impressão do café é entrar em choque com a decoração tão tão fofa que chega a dar torcicolo. Rola até certa dificuldade para escolher uma mesa, sentar perto de onde? Da parede de violões, guitarras e baixos com direito a piano? Ou ali na parede de discos e tijolinhos a vista, tão linda quanto inspiradora? E a parede amarela toda delicada com o porcelanato delicadamente exposto como se fosse uma obra de arte? Foi ali que a gente sentou, mas confesso que queria mesmo era ficar mudando de lugar de minuto em minuto. Ainda tinha um segundo andar que não subimos, mas que parece tão lindo e rico como todo o resto.




Eu pedi primeiramente essas duas delícias: o Croque Cruzeiro, um sandubão lindo de peito de peru + queijo mussarela com muito molho bechamel por cima - chorem, irmãs - e o chocolate quente nosso de cada dia invernal. Eu disse a mim mesma que provaria o chocolate quente de todas as cafeterias que eu visitasse na vida e, gente do céu, este é o melhor chocolate quente da vida! Sério, apenas incluam na sua lista de coisas para provar do menu dO Cruzeiro. E por falar em menu, são tantas opções de tudo que é bem complexo escolher. De sandubas à hamburgueres, de waffles à omeletes, e eu nem vou entrar no detalhe dos doces e bebidas. Além disso, também tem cardápios especiais, como o de inverno, já que o dia que fomos ainda estava bem frio.




O Cruzeiro fica na Rua Dr. João Pessoa, número 736, no Centro, lá em Rio Pardo, e rola aquela vontade do nada de pegar um ônibus só para provar as delícias de verão. Ele abre de terça à sábado, das 14h às 19h, e domingo, das 15:3O às 2Oh - fechando às segundas-feiras. Mas enquanto isso não acontece real oficial, a gente pode sofrer com as redes sociais do café, sempre ativo no Instagram e no Facebook! Eles também aceitam encomendas de doces e salgados, o que me deixa na dúvida: será que aceitariam me dar um estoque de, por exemplo, o petit gateau top que a gente comeu? Saudades, bebê, volta pra mim ❤️






E é isso, amores! Espero que tenham curtido o post e as fotos que, apesar de terem sido tiradas com o celular, foram clicadas com muito amor. Até porque, com essa decoração linda, nem a qualidade interfere na beleza da fotografia. Agora imaginem isso ao vivo! Por isso indico: quem for de Rio Pardo ou bandas ou estiver passando pela região, O Cruzeiro super vale a parada! E vocês, curtem cafeterias? Qual foi o cantinho que vocês mais gostaram? Quero saber ❤️

Beijos!

terça-feira, 5 de setembro de 2017

{ 1 peça, 3 looks: potterhead!

Olá, amores! Como vocês estão? Há mais ou menos duas semanas, a maravilhosa da Liz, dona do blog Lizpector, postou em seu Instagram um desafio de usar uma única peça de roupa durante os 7 dias insanos da semana. Primeiramente, pensei "como faz" e depois pensei "quero também". Bem, cá estamos. Trata-se de um desafio mais pessoal que qualquer outra coisa, incentivando-nos a olhar uma segunda vez para dentro do guarda-roupas antes de dizer "não tenho o que vestir". Temos sim, e podemos usar qualquer peça de vários modos. O principal ingrediente é criatividade com uma pitada de humor - porque precisa-se muito dele para escolher as peças de acordo com o seu dia - e personalidade.
Pensando nisso e como uma iniciante no desafio, fui de blusinha mesmo! A minha escolhida é da Riachuelo, cinza e de algodão, super confortável e com o logo da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts - porque Potterhead sempre serei. Como eu sou a little bit distraída - Carol nas nuvens não é só fofurice, não, monamour -, esqueci de fotografar os outros looks. Mas 3 deles foram parar lá no meu Instagram - que vocês podem seguir clicando aqui! - e os trago para vocês aqui no blog! Bora ver 💖

1º look
Dia fresquinho pede jaqueta jeans e meia calça. Tênis nos pés, pois quem me conhece sabe que é difícil eu trocá-los por outro tipo de calçado. A blusinha da escola está ali, para dentro da saia de veludo azul marinho, para dar melhor marcação à cintura - adoro! Óculos de sol e um pingente para o toque comfy do dia-a-dia. Eu usei:
saia de veludo: Le Tricot
meia calça: Lojas Pompéia
jaqueta jeans: Lojas Pompéia
tênis: World Tênis
óculos: Lojas Renner

2º look
Eu sou loucamente apaixonada nesse casaqueto, todo trabalhado no tricot. Preciso me cuidar para não usá-lo todo santo dia quando a temperatura é amena, como nesse dia aí. Quem sabe ele não venha ser um próximo item para o desafio, né? Calça flare de lavagem lindíssima e tamanco peep toe para deixar o look mais casual e moderninho. No fim das contas, adorei a composição! Eu usei:
casaco: Le Tricot
calça flare: Le Tricot
tamanco: Gi Pitanga

3º look
Foi com certeza o meu preferido! Amo saias e vestidos, por isso, esse look conquistou meu coração e já estou pensando no dia lindo em que irei vesti-lo de novo. Este também foi o que a blusa mais chamou a atenção, embora o colar também dispute um lugar no centro das atenções, deixando o look mais divertido, já que a saia é o ponto mais sério. E por falar em saia, ela é maravilhosa! Tem uma leve fenda na perna direita e um detalhe de fecho que nem sequer apareceu muito na foto. Mas logo faço um look do dia com essa peça super digna! Eu usei:
saia: Le Tricot
colar: Amo Bijou
tênis: World Tênis

E é isso, amores! Espero que vocês tenham se divertido com esse post diferentinho, pois eu adorei prepará-lo para vocês! Além disso, também espero ter plantado em vocês a mesma semente que a Liz plantou em mim: a auto-confiança de que se está no seu guarda-roupas, pode ser usada da maneira como a gente preferir. O mais importante é sentir-se bem consigo e com as peças em seu armário. Agora, contem-me, qual foi o look preferido de vocês? E qual é a peça que simplesmente não pode faltar nos seus guarda-roupas? Quero saber 💖

Beijos!

sábado, 2 de setembro de 2017

{ cinefilia: annabelle 2!

Olá, amores! Há uns dias atrás eu fui assistir Annabelle 2 - a criação do mal. Assim como Baby driver - que vocês podem ler o post clicando aqui! -, resolvi fazer a resenha para vocês, pois acho o filme super merecedor de um cantinho aqui no blog - já que, vocês sabem, sou alok dos filmes/livros de terror apesar do layout fofinho, rere. O longa é o segundo filme do diretor David F. Sandberg, que estreou nas telonas no ano passado com Quando as luzes se apagam - outro que eu sou xonada! Fica a dica procês ❤️ Bem, vamos logo, espero que gostem do que está por vir!

Título em português: Annabelle - a criação do mal
Título original: Annabelle - creation
Lançamento: 17 de agosto
Duração: 1 hora e 5O minutos
Gênero: terror
Censura: 14 anos
Distribuidor: Warner Bros
Sinopse: "Anos após a trágica morte de sua filha, um habilidoso artesão de bonecas e sua esposa decidem, por caridade, acolher em sua casa uma freira e dezenas de meninas desalojadas de um orfanato. Atormentado pelas lembranças traumáticas, o casal ainda precisa lidar com um amedrontador demônio do passado: Annabelle, criação do artesão."


Para os fãs das histórias de terror made in Warrens, este é o início de tudo: Annabelle 2 conta o que acontece antes de Annabelle que conta o que acontece antes de Invocação do mal. Alguém mais curte esse tipo de cronologia? Eu acho que torna tudo mais instigante. O casal Mullins perde a filhinha num trágico acidente e Samuel, artesão de brinquedos, deixa sempre seu primeiro exemplar da boneca no quarto de Bee, como um reminder da menina. E assim se inicia o filme. 12 anos mais tarde, como certa forma de penitência pelos erros cometidos no passado, a família abriga algumas garotas de um orfanato e sua tutora, Irmã Charlotte, em sua casa.


Sentindo algo de estranho na casa, uma das meninas, Janice, logo percebe uma presença forte vinda do quarto - sempre trancado - de Bee. Mas como em filme de terror o sobrenatural prevalece, a porta trancada se abre, revelando à Janice o mundo da falecida garota. Deslumbrada com o quarto de princesa que a filha de um artesão de brinquedos pode ter, Janice encontra uma chave na casa de bonecas, a qual todos chegamos a conclusão ser a dona da fechadura do closet. A gente fica naquelas de "miga, não abre a porta, abre, mas não abre, mas abre só um pouco" e para a surpresa de ninguém: a boneca mais temida do cinema atual está lá, sentadinha numa cadeira ao redor de zilhões de páginas bíblicas. Ou seja, todo mundo já sabe que vai dar ruim, menos a Janice.


SPOILER NOT SPOILER!
Depois de muito agarrar a poltrona, prender a respiração e se arrepender de assistir terror em tela grande - mas calma, o arrependimento passa logo! -, Esther Mullins explica tudinho. Após a perda da pequena Bee, ela e seu marido clamam por uma força maior - seja ela qual for - que os permita ver sua garotinha uma última vez. E até que dá certo. Achei um grande tapa na cara esse momento de explicação do filme, pois nem sempre o que vemos é a verdade, algumas vezes ela é apenas o que queremos que seja e fim. Acordar da ilusão pode ser doloroso, mas é preciso, para todos os casos. E é o que acontece com os Mullins.


Uma das coisas que mais amei em Annabelle 2 foi a sabedoria com que o roteirista e o diretor souberam explorar a história, além de incluir alguns vários easter eggs durante o decorrer do longa, estes de Annabelle, Invocação do mal e até The nun - que só tem estréia para 2O18! Achei inteligente e instiga aqueles que, como eu, são fãs da série de histórias dos WarrensE é isso, amores! Espero que tenham gostado desse post, por mais que eu saiba - e, believe me, eu sei! - muita gente não goste de terror! Mas, gostando ou não, como críticos, espero que tenham curtido à suas maneiras, haha! E para a galerinha que gosta, corre que ainda dá tempo de curtir no cinema! Contem-me, que tipo de filme vocês mais amam assistir? E quanto aos de terror, gostam de assistir no cinema? Quero saber ❤️

Beijos!